segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Tutorial - Trocando as cores em cabelos coloridos.

Boa noite furúnculos purulentos!
=D

É, estou, animado hoje, então vou fazer uma postagem grande. Aproveitem pra imprimirem e leiam no banheiro, porque hoje vou fazer meu primeiro tutorial.

Vou ensinar apenas a trocar a cor em cabelos já coloridos, mas o princípio para pintar cabelos virgens é basicamente o mesmo. A diferença é que ao invés de realizar uma decapagem com um soap cap, você vai descolorir o cabelo virgem para poder pintar.

Pois vamos lá, para poder realizar a troca de cor você vai precisar de:
- Descolorante;
- Água oxigenada da volumagem de sua preferência, já que a intenção é desbotar a cor, não precisa ser de 40 volumes, mas mesmo assim eu uso ela, pois desgraça pouca é bobagem;
- Creme de hidratação (daqueles baratinhos mesmo);
- Shampoo anti resíduos;
- Tinta fantasia da marca de sua preferência (mas não me chegue com uma Jeans Color ou Keraton que eu desço a mão na cara!);
- Um par de luvas (ou não, faço sem);

E só. O processo de finalização pós tintura fica a seu critéria. Agora vamos ao que interessa. Meu cabelo estava assim:





As cores utilizadas estão de acordo com as legendas. São elas:
1 - Blue Mayhen da Special Effects;
2 - Spring Green da Directions;
3 - Neon Orange da Raw Color (sim, falei Orange);
4 - Napalm Orange da Special Effects;
5 - Nuclear Red da Special Effects;
6 - Plum da Directions;
Já estavam levemente desbotadas, mas não fazia tempo que tinha pintado, dá pra notar como as cores ainda estão vivas, mesmo o Spring Green que desbota até com vento.

Primeiro tenho que explicar a fazer a receita do soap cap. Você faz a clássica mistura de descolorante conforme a marca, de 1 medida de pó para 2 de água oxigenada, depois se mistura a mesma quantidade de shampoo anti-resíduos. A diferença do soap cap é que ele vai apenas desbotar a cor pra poder se jogar outra por cima, isso na teoria, pq na prática ele abre até mais de um tom, haha. Como meu cabelo é muito fino e realizo esse processo toda semana (ou realizava), eu trocava o shampoo pelo creme de hidratação. Age de forma mais lenta, mas é eficaz mesmo para tinturas permanentes. Devo dizer que é bem menos agressivo também. O bagulho fica mais ou menos assim:





Obviamente eu passo apenas na mecha descolorida, com um pincel. Se seu cabelo é comprido, utilize grampos e piranhas para evitar que a mistura encoste na área virgem do cabelo. Se seu cabelo é virgem e você quer colorir, é só fazer a mistura normal de descolorante conforme ensina a embalagem do produto e não se iluda: utilize água de 40 volumes e é pra rezar pra precisar só de uma, haha. Então fica mais ou menos assim:



Aí é a foto com o produto, deixei agir cerca de 20 minutos e enxaguei, depois lavei com anti resíduos e sequei com secador, pois a tinta deve ser aplicada no cabelo seco. É importante lavar com um anti resíduos antes da aplicação da tinta semi permanente, pois essas tintas possuem ph ácido, fecham as escamas, atuam apenas através da deposição de pigmentos nas escamas, não chega nem a atingir o córtex. Não danificam o cabelo e deixam ele até com um aspecto mais saudável. Uma dica: após enxáguar o descolorante, antes de aplicar o shampoo utilize condicionador, pois o ph ácido do produto irá neutralizar a ação da química e fica muito mais fácil de remover. Depois apenas se lava, não condiciona, seca com secador e vamos à aplicação da tinta.





Vou usar as seguintes cores:
Azuis:
- Turquoise da Directions;
- Blue Mayhen da Special Effects
Verdes:
- Spring green da Directions;
- Lime Yellow Green da Raw Color;

A Directions pertence à La Riche, é produzida no Reino Unido. Não tem uma durabilidade boa, mas o brilho da cor permanece até o final, sai e pega com facilidade, as core da marca são lindas e possui uma gama enorme. Sua fórmula é creme e muito hidratante. É barata e boa, mesmo a durabilidade não sendo essas coisas. Um frasco de 88 ml custa entre R$35,00 e R$40,00.

Special Effects é uma das tintas mais conhecidas no Brasil, produzida nos EUA, possui uma extensa gama de cores. Algumas cores tem durabilidade péssima, outras parecem que não vão sair nunca mais. No geral possui boa durabilidade, o brilho da cor permanece por muito tempo. Sua fórmula é gel, não é hidratante, mas não resseca tb, sela as escamas e deixa o cabelo com muito brilho. Pega com facilidade (mas algumas cores dão trabalho) e sua principal característica são as cores neons. Sua cores são muito vibrantes e muitas brilham na luz negra.

A Raw Color é a única que se intitula Demi-permanente, isso quer dizer que ela dura mais que uma semi-permanente. Só usei duas, não pegou muito bem ou ficou de outra cor, ainda vou testar a 3ª. Normalmente quem usa a Raw Color adora, é a preferida da Djuli. A cor de fato fica linda e parece que nunca vai desbotar. É difícil de achar e as cores são sazionais, então se achar tem que comprar logo antes que saia de linha. Antigamente a fórmula era creme, mas a nova que recebi veio meio gel, mas continua hidratante.

Aplica-se a tinta no cabelo seco com a ajuda de um pincel ou com a mão mesmo. Não precisa exagerar, apenas cobrir o cabelo, só melar mesmo. Assim que notar que aplicou o suficiente para que haja cobertura uniforme, já está ótimo. Quando se usar mais de uma cor é bom separar as mechas com grampos pra evitar que manchem. Cerca de 15 min ou 30min já é suficiente pra tinta fazer efeito, mas quanto mais tempo se deixar, melhor. Eu costumo deixar até que esteja seco. E como fica com o bagulho na cabeça:





Pela legenda:
1 - Blue Mayhen da Special Effects;
2 - Turquoise da Directions;
3 - Mistura de Spring Green da Directions com Lime Yellow Green da Raw Color;

Depois é só enxaguar e passar um passar um creme hidratante de sua preferência. Após esse processo de soap cap gosto de usar o Absolut Repair só pra fazer o fio reter água e a reconstrução só uns dois dias depois. Uso um termo protetor, seco com secador e uso um serun. Pronto, cabelo pronto pra outra!
=D
E aí está o resultado final. Viram? Nada de complicado! Ainda tem uma foto na luz negra pra vocês verem como o verde fica lindo! XD





No fundo aposto que é um processo mais simples do que todos imaginaram. Eu particularmente não ligo muito pra durabilidade da cor. Quem se importar, procure usar um shampoo sem sulfato que ajuda muito.

Mas falar de durabilidade já é outra postagem.
Beijo e queijo

5 comentários:

  1. Vc é tão legal M.
    Curto muito seu estilo :)

    Vou usar a técnica pra tirar os pigmentos do loiro claro DOURADO D: e ficar platinado again, com máscara deve ser melhor mesmo.

    Abraços.
    F.

    beautynroll.blogspot.com
    beautynroll.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe, muito obrigado.
      XD

      Essa técnica pode ser usada mais pra retirar excesso de pigmento artificial mesmo, mas se quiser clarear mais, o ideal é misturar com shampoo anti resíduos mesmo, que tem o ph mais próximo do descolorante.

      Se vc quiser deixar platinado, branco ou cinza, vai precisar tonalizar após o processo. Você pode misturar violeta genciana com shampoo e lavar, ou simplesmente um shampoo desamarelado ou pra cabelos grisalhos. Eu costumo misturar azul de base roxa com creme de hidratação, que puxa pra o cinza. Usar mixes com creme tb funciona.
      XD

      Excluir
  2. pena q vc não escreve mais... bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oun, sou meio indisciplinado com o blog, mas vou tentar escrever mais, haha.

    ResponderExcluir
  4. oi, pela foto vi q seu cabelo é castanho escuro. para vc chegar nesse tom bem clarinho da parte q vc faz mechas... foi preciso descolorir kantas vezes? houve muito estrago dos fios? obrigado =)

    ResponderExcluir